Crise dos 40 anos na mulher – Existe mesmo ou é mito?

De acordo com a ciência, a crise dos 40 anos na mulher realmente existe. Um dos estudos, foi realizado por uma Universidade da Inglaterra e indica que conforme o tempo passa, as pessoas tendem a ficar mais insatisfeitas com sua vida. Isso ocorre entre os 40 e 42 anos.

Mas, a boa notícia é que isso passa, no geral, após esse período, o nível de felicidade e gratidão pela vida retornam e ficam em bons níveis até os 70 anos.

O que os estudos sobre a crises dos 40 anos disseram?

A ideia era monitorar um grupo de pessoas que estava nessa faixa etária, os testes foram feitos com mulheres de diversos Países, justamente para não ficar algo setorizado.

Nessa pesquisa, elas responderam perguntas sobre suas vidas em fases distintas cujo as respostas ficaram arquivadas. Foi aí que perceberam que o grau de bem estar e felicidade das pessoas tem uma espécie de U, onde a vida começa com um nível alto de contentamento, mas depois, reduz progressivamente até chegar os famigerados 40 anos.

Notou-se que o País onde vivem, cultura e quantidade de filhos não foram grandes influenciadores desses resultados. O fato é que a meia idade por si só pode ser meio estressante para uma pessoa, sobretudo para aqueles que sentem que ainda não conseguiram atingir os seus objetivos.

A verdade é que a crise dos 40 anos na mulher não é um mito, especialmente porque nessa idade, a maioria ainda é sobrecarregada de atividades e muitas responsabilidades como a família, os cuidados com si própria e ainda a vida profissional que pode ser afetada em uma sociedade que não tem mais oportunidades para essa faixa etária.

Esse sentimento é de como se um ” combo ” de problemas recaísse sobre a pessoa.

Como vencer a crise dos 40 anos?

A idade da loba traz muitas alterações físicas, emocionais e também mentais. Com ela vem a transformação do corpo e dos hormônios que podem atingir a auto estima, afinal, com a meia idade, existem as mudanças no corpo, pele e cabelo que também podem ter grande representatividade na vida da mulher que dá bastante importância para a aparência.

No entanto, é preciso entender que as mudanças são inevitáveis, é necessário partir para ações que elevam a auto estima e recuperem a autoconfiança da mulher. O mais importante é não perder a cabeça e se afundar em uma vida melancólica.

Algumas, chegam a se questionar o ” porquê” da sua existência, quando chega em fase de profunda tristeza, é um risco para a depressão.

É normal que durante a crise  dos 40, a mulher busque alternativas para driblar o que está sentindo, entretanto, independente dos fatores que contribuem para isso, é necessário que a mesma possa se encontrar.

Algumas mulheres tem essa situação agravada por doença, perda de um ente querido, problemas profissionais, financeiros ou até mesmo, mudanças na aparência.

Mas, a resposta pode estar dentro de si mesmo, se não conseguir resolver os problemas sozinha, não há nada de errado em buscar ajuda de um psicólogo.

A crise dos 40 anos na mulher, é sinônimo de uma ” reflexão na vida”, mesmo para aquelas que estão no auge no sucesso profissional ou em uma família feliz. A sensação de vazio e impotência pode atingir diferentes áreas da vida.

Para sair da crise dos 40 anos não existe nenhuma receita mágica, cada mulher precisa do seu tempo, o fato é que uma vida com hábitos saudáveis pode ajudar.

Depois disso, é preciso aceitar que você não é aquela pessoa que gostaria de ser ou que a outra pessoa também não é do jeito que você esperava. É preciso combater as frustrações da vida com maturidade.

Aceitar  o presente, reconhecer que teve muitos momentos felizes e não ter medo das mudanças. Além disso, é importante avaliar os sonhos, se eles são realizáveis ou não e começar dar preferência para as prioridades.

A crise dos 40 anos pode ajudar no crescimento da mulher, afinal, faz parte da vida não ter tudo o que a gente quer, talvez é a hora de encarar as coisas como elas são e não ficar se martirizando.

Não dê tanta ênfase para os problemas, coloque no palco da sua vida os seus momentos felizes que certamente a transformação será para o seu crescimento pessoal.

“Lembre-se a mesma vida que faz você se sentir triste, é aquela cujo já te fez se sentir feliz”!

Não se pode mudar o passado, mas o presente e o futuro vai depender das suas ações, ou seja, o que você vai fazer para alcançar os objetivos?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *